Uma pausa para o Natal…

Outro dia fiquei espantado com o depoimento de uma ex-colega que postou no Facebook uma mensagem onde dizia que odiava esta época do ano… “Como pode ser isto?”, pensei incrédulo. “Como pode existir alguém, neste mundo de Deus, que simplesmente não goste de Natal?”, para mim sinônimo de infância, inocência, alegria, esperança e renovação. É quando as cidades se enfeitam e o ar fica impregnado de uma atmosfera surrealista, quase mágica; é quando surgem os corais natalinos com suas vozes angelicais; é quando ajudamos nossos filhos pequenos (e ansiosos) a escrever a cartinha para o Papai Noel; quando cartões e e-mails de felicitação são enviados (e recebidos); quando ocorrem as festas de confraternização das empresas; quando nos lembramos de amigos antigos e parentes que não vemos há tempos, montamos nossas árvores de Natal, enfrentamos filas e congestionamentos homéricos para as compras que, como bons brasileiros que somos, deixamos para a última hora… (Ho-Ho-Ho!)

Para aquelas pessoas mais religiosas, a época oferece, ainda, um bônus adicional que é a oportunidade de celebrar o nascimento de uma das figuras mais ilustres, senão a mais ilustre de todas, da história da humanidade.

Além de toda a conotação comercial e religiosa associada à data, esta época do ano é também, sobretudo para mim, uma ocasião para reflexão. Ela nos permite sair de nossa rotina diária, quando então nos esquecemos, por um breve momento que seja, das contas a pagar, das provas escolares por fazer, daquele projeto que precisamos concluir ou contrato para assinar… e nos voltamos para nós mesmos, refletimos sobre nossas conquistas, revivemos nossos sonhos e nos permitimos expressar, de forma menos contida, nossa afeição e consideração por nossos amigos e familiares.

Finalmente, é quando bate mais forte a saudade daqueles que já se foram e que nos deixaram, além da lembrança nostálgica dos bons momentos que tivemos a oportunidade de desfrutar juntos, a lição simples e fundamental (da qual facilmente nos esquecemos quando retornamos aos afazeres e à correria do dia-a-dia) de que cada momento é único e nada dura para sempre.

Bons motivos para a gente curtir esta data com um carinho especial, não?
🙂

P.S. Segue, abaixo, a receita de um bolo tradicional adaptada (e testada com sucesso!) pela minha “cara metade” Maria Antonieta (amiga, companheira de jornada, mãe dedicada e chef nas horas vagas).

 Bolo de Natal
2 ovos
2 xícaras (chá) de farinha de trigo
2 xícaras (chá) de açúcar
½ xícara (chá) de óleo
1 xícara (chá) de uva passa
1 xícara (chá) de nozes picadas
3 xícaras (chá) de maçã ralada
1 colher (chá) de bicarbonato de sódio
1 colher (chá) de fermento em pó
1 colher (chá) de canela em pó
Modo de fazer:
Peneirar todos os ingredientes secos e bem misturados em uma tigela.
Acrescentar as nozes, as uvas e a maçã e mexer bem com uma colher grande.
Bater bem os ovos, acrescentar o óleo, bater um pouco mais e colocar essa mistura na tigela.
Misturar tudo e levar para assar em forma untada com manteiga/margarina e polvilhada com farinha de trigo.
Tempo aproximado de forno: 30 a 40 minutos, dependendo do formato da forma.

Os amigos e familiares que tiveram a oportunidade de prová-lo gostaram bastante.
Espero que vocês apreciem…
FELIZ NATAL a todos e um ótimo 2011!
🙂

6 comentários sobre “Uma pausa para o Natal…

  1. isa 24 de dezembro de 2010 at 10:00

    Também fico admirada quando ouço as pessoas dizerem que ñ gostam do Natal!
    Se me disserem que é uma época que traz mais forte a saudade, aí concordo…
    Passei para desejar um Feliz Natal e um 2011 com muita Saúde, Paz e Amor.
    Obrigada pela partilha da receita.
    Gostava de seguir o seu blog, mas ñ encontro o lugar para o fazer…Vai uma ajudinha?
    Beijo.
    isa.

    • admin 24 de dezembro de 2010 at 11:46

      Isa,
      Para me seguir, uma possibilidade é adicionar o link “Post RSS” (você o encontra no lado direito do blog) no “Feeds” do seu Windows Live Mail.
      Estou avaliando, também, a conveniência de utilizar algum outro recurso como o “Google Friend Connect”.
      Teremos novidades em breve!
      Grande abraço,
      Bira

    • João Carlos Vieira Ignácio Junior 27 de dezembro de 2010 at 21:22

      Natal para mim sempre foi tempo de alegria… Adoro ver as lojas e casas se efeitando, cada uma à sua maneira. As pessoas parecem mais receptivas e calorosas… A além de tudo isso, conta também o tempo dos feriadinhos para descansar…
      Abc!

  2. Dulce 24 de dezembro de 2010 at 16:01

    Bira
    Sempre sentimos tudo isso em nossos Natais, não é? Por isso a saudade bate forte, mas ficaram mesmo momentos lindos que se mostram presentes a cada novo Natal… e essa receita veio bem na hora, ia pedir mesmo para sua cara metade… rs…
    Que esta seja uma noite abençoada para todos vocês, meu filho. Em pensamento estou a seu lado, como sempre, e seu pai também, pode ter certeza.
    Fiquei muito feliz em ve-lo la no Prosa, como seguidor. Que bom!
    Beijos e Feliz Natal.
    Com muito amor e carinho.
    Mom
    PS – Adorei o texto, viu?

  3. Rose 1 de fevereiro de 2011 at 15:09

    Que gostoso ler tudo isso. Sentimos isso tudo sim nessa época. Aproveitei pra copiar a receita do bolo de natal do Antonieta! um Abraço pra ela !
    Grande Bira ! continue assim … escrevendo essas coisas gostosas de ler … de se emocionar!
    Beijos,
    Rose.

  4. Mell 3 de fevereiro de 2011 at 14:07

    Eu até entendo as pessoas que não gostam de Natal… mas a minha paixão por doces não vai me permitir entender alguém que disser que não gostou desse bolo (de-li-ci-o-so!!) tradicional !! Bira, continue escrevendo coisas gostosas de ler recheadas de coisas gostosas de comer!! Os amigos “cobaias” da degustação agradecem !!! Abraço,

    Mell

Deixe uma resposta

Nome *
E-mail *
Site