The winter is coming

Para quem está tendo a oportunidade de acompanhar pelo canal HBO a mini série Game of the Thrones, trata-se do bordão da personagem principal, Lord Ned Stark, alertando seus familiares e associados sobre a aproximação fatídica de um período de privações, medo e sofrimento que se avizinha. Ambientada em um mundo de fantasia à la Senhor dos Anéis, esta estória de capa e espada com temática adulta, sucesso recente de público e crítica na Gringolâdia, está sendo muito bem contada na telinha. No mundo retratado, as estações do ano podem ter duração variável (o último verão, por exemplo, já dura mais de oito anos) o que acentua o significado e a gravidade do anúncio premonitório.

Agradam-me os multiplos significados da frase, que em sentido metafórico pode ser utilizada nos mais diferentes contextos… The winter is coming!

O que não consegui, ainda, foi imaginar um modelo astronômico que explique a variação climática citada: talvez uma combinação (improvável?) de movimento de precessão de curta duração (o do eixo de rotação da Terra dura uns 25 mil anos) aliado ao fato de o planeta, onde a estória se passa, estar em um sistema múltiplo (isto é, com mais de um Sol). O grande mestre da ficção científica Isaac Asimov já havia explorado uma ideia parecida no excelente conto Nightfall (O cair da noite), leitura imperdível para os adeptos do gênero.

Papo muito nerd? Pode ser…
Desculpe, gente. Não consegui evitar. 😉